• Afonso Martins

ISO 45001 - A nova norma de Saúde e Segurança Ocupacional



O padrão internacional muito esperado do mundo para saúde e segurança ocupacional (HSE) acabou de ser publicado e está configurado para transformar as práticas no local de trabalho globalmente.

ISO 45001: 2018, Sistemas de gestão de segurança e saúde ocupacional - Requisitos com orientação para uso, fornece um conjunto robusto e efetivo de processos para melhorar a segurança do trabalho nas cadeias de suprimentos globais. Projetado para ajudar organizações de todos os tamanhos e indústrias, espera-se que o novo Padrão Internacional reduza lesões e doenças no local de trabalho em todo o mundo.

Mais de 7 600 pessoas morrem todos os dias de acidentes ou doenças relacionadas ao trabalho - é mais de 2,78 milhões a cada ano. O peso das lesões e das doenças ocupacionais é significativo, tanto para os empregadores quanto para a economia em geral, resultando em perdas de aposentadorias antecipadas, ausência de equipe e aumento dos prêmios de seguro.

Para combater esse problema, diversas normas foram desenvolvidas, porém não alinhadas com as normas globais da ISO. Pensando nesse alinhamento e, consequentemente, uma diminuição nos danos causados por acidentes e doenças de trabalho, a ISO 45001 foi pensada, elaborada e aprovada com 93% pelos Organismos Nacionais de Normalização (National Standard Bodies - NSBs) membros da ISO.

A ISO 45001 substituirá a OHSAS 18001, que foi adotada junto a uma série de outras normas nacionais.

Quem pode se adequar à ISSO 45001?

A aplicabilidade da ISO 45001 é para todas as empresas, independentemente do seu tamanho.

Como se faz para adequar a ISO 45001?

O International Accreditation Forum (IAF) elaborou os requisitos de migração com o objetivo de ajudar a preparar as organizações certificadas, os organismos de certificação, os organismos de acreditação e outras partes interessadas a migrar para a ISO 45001.

O período de migração será de três anos a partir da publicação da norma ISO 45001.

Na próxima postagem abordaremos sobre os requisitos de migração da noma, conforme o International Accreditation Forum (IAF).

A migração do OHSAS 18001 para o novo Padrão Internacional ISO 45001 pode ter seus desafios, mas com um planejamento, verificação e compromisso cuidadosos, as organizações, seus funcionários e todas as partes interessadas irão beneficiar dos melhores sistemas de gerenciamento de segurança e saúde.

Quais as diferenças da ISO 45001 para a OHSAS 18001?

A principal diferença entre as normas diz respeito a estrutura na qual ela está organizada. A ISO 45001 baseia –se na mesma Estrutura de Alto Nível que as normas de sistemas de gestão de qualidade e ambiental, a ISO 9001 e a ISO 14001, o que tornará a estrutura e as características padrão familiares a todas as organizações que usam essas normas.

Outra grande mudança diz respeito ao alinhamento de normas nacionais de SSO. O objetivo geral da ISO 45001 é o mesmo que o da OHSAS 18001. Está sendo produzida para alinhar a variedade de normas nacionais de SSO em uma única norma com a intenção de diminuir a confusão e fragmentação do mercado.

Também na nova norma há um foco muito maior no contexto da organização. As organizações não devem somente considerar os impactos diretos dos problemas de SSO, mas também levar em consideração a sociedade como um todo e como o trabalho da empresa pode impactar as comunidades próximas a ela.

Ainda, com a ISO 45001, o papel de SSO não ficará restringido somente ao gerente da área de SSO. Espera-se que aspectos de SSO integrem-se à estrutura da organização, garantindo o apoio da alta direção e maior contribuição dos colaboradores.

Tenho a certificação na OHSAS 18001. O que eu faço?

Continue mantendo a sua empresa em conformidade com os requisitos da norma. Depois de publicada a norma você terá um tempo adequado para se adequar e irá receber informações sobre esses prazos através do seu organismo Certificador.

Quer receber mais informações através do Papo Sustentável? Inscreva-se na nossa página.

#segurança #Sustentabilidade #Responsabilidadesocial #SST

Afonso Matos Martins

Editor do blog

Engenheiro Ambiental, Engenheiro de Segurança do Trabalho, Especialista em Engenharia da Qualidade para Engenharia da Produção, MBA em Gestão Empresarial.

Please reload

Rede pessoal

  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Social Icon